A MÚSICA DO FILME

Tudo o que você gostaria de saber sobre a música de cinema

Prefácio de Rubens Ewald Filho

“É incrível como a música de um filme é capaz de apertar um botão de nossa sensibilidade que nos faz viajar imediatamente para outro tempo.
Deixe Tony ser seu guia com seu estilo claro, suas informações saborosas, seu senso de humor e sua precisão nos detalhes.
Este é um daqueles livros que você vai ler com prazer e retornar para consultá-lo, como os bons filmes e as boas trilhas.”

(Trecho do prefácio)

A música de cinema carrega em si um mistério e um poder difíceis de se descrever. Como pensar no famoso discurso de Scarlett O´Hara, em E o Vento Levou, sem a clássica melodia do tema musical? Ou o suspense de Tubarão, sem as marcantes duas notas? Ou ainda a lendária cena do assassinato no chuveiro em Psicose. Ela teria o mesmo efeito sem os golpes dissonantes dos violinos? Cidade de Deus teria o mesmo ritmo alucinante sem a música? Beleza Americana teria o mesmo clima? Cinema Paradiso teria a mesma emoção? Pantera Cor-de-Rosa teria a mesma graça?

A música talvez seja o elemento mais complexo do cinema. É impalpável. É invisível. É abstrato. É pessoal. É pura emoção. Depois de ler este livro, você vai continuar vendo os filmes como você sempre fez. Mas, certamente, irá ouvi-los de um modo diferente.

Prefácio

Apresentação

Capítulo 1: Conceitos da Música de Cinema
O conceito de trilha sonora. As funções da música na narrativa cinematográfica. O poder dramático da música especialmente composta para os filmes. A colaboração criativa. Referências musicais, decupagem e os cues. O processo de composição.

Capítulo 2: Uma Seleção de Compositores
Uma seleção de compositores e a análise de suas criações. Suas histórias, seus métodos, suas composições, seus estilos, e o conjunto de sua obra.

Capítulo 3: Uma Seleção de Trilhas
Uma pequena seleção de filmes com trilhas sonoras musicais especialmente marcantes. Uma breve análise de suas criações, seus compositores, sua importância histórica, os bastidores e as curiosidades de algumas obras-primas da música de cinema.

Capítulo 4: O Nascimento da Música de Cinema
As origens, o nascimento e os primeiros passos da música de cinema. O acompanhamento musical do cinema mudo. A relação entre a música e o cinema. O surgimento do cinema sonoro e da música sincronizada.

Capítulo 5: Os Anos 30 e 40
A explosão da música de cinema. O surgimento dos primeiros grandes compositores, das grandes produções e a solidificação da importância da trilha sonora musical nos filmes.

Capítulo 6: Os Anos 50 e 60
A evolução das trilhas sonoras sob influências de novos movimentos cinematográficos e de novas tendências musicais como Rock, Jazz e Música Moderna. Novos compositores e novas ferramentas que expandiram o universo da produção musical.

Capítulo 7: Os Anos 70 e 80
A introdução de recuros eletrônicos, sintetizadores e os novos recursos de gravação. A música orquestral tradicional dividindo espaço com as trilhas sonoras compostas por seleções de canções. As novas gerações de compositores e a expansão das possibilidades criativas.

Capítulo 8: Dos Anos 90 até hoje
Os compositores da geração do computador. A consolidação da música orquestral de cinema. O renascimento do cinema no Brasil. As tendências e escolas de composição da atualidade.

Capítulo 9: O Sound Design e os Diálogos
Conceitos de Sound Design, efeitos sonoros, foley, dublagem, ADR, source music, criação de vozes, edição de som e exemplos de pós-produção de áudio.

Capítulo 10: Gravação, Mixagem e Exibição
A gravação, edição e a mixagem dos elementos do áudio de um filme: Música, efeitos sonoros, diálogos. Conceitos e formatos de exibição.

Weblinks e Referências Bibliográficas

Trilhas sonoras musicais originais vencedoras do Oscar